× cardápios segmentos cupons de desconto galeria conteúdo classificados agenda quem somos fale conosco
Baixe nosso aplicativo:
Quem somos Fale conosco

A sua lista telefônica

Ansiedade ou estresse?
Estresse e ansiedade de longe podem até serem parecidos, mas quando vamos analisá-los encontramos algumas diferenças, e hoje vamos tentar diferenciá-las.

Para começar a origem do estresse e da ansiedade são bem distintas, começando pelo estresse que traz a sua origem pelo sentimento de frustração que normalmente está ligado à sobrecarga do trabalho ou mesmo devido às tarefas de organização do lar. Quando não conseguimos fazer alguma coisa que gostaríamos no trabalho por exemplo nos sentimos imensamente frustrados, mas nosso corpo responde a isso e acabamos com um grande mal estar, gerador do estresse. No estresse conseguimos perceber muitas preocupações ao qual se misturam muito nervosismo e irritabilidade.

Já a ansiedade tem a sua origem muito difusa, e surge de um “desconforto de um possível perigo que na maioria das vezes não são identificáveis e que estão sempre no futuro".

Na ansiedade o sentimento predominante é o medo e a paralisação frente a preocupação frente ao futuro, tudo se torna uma ameaça, e ao mesmo tempo nada faz sentido algum, provocando um mal estar muito grande.

O estresse aparece a partir de fatores externos como por exemplo uma atividade da empresa ao qual trabalho, já a ansiedade aparece a partir de fatores totalmente internos, pois o indivíduo é responsável por desencadear e alimentar os pensamentos e sensações de angústia gerado pela ansiedade, independente do que estiver acontecendo ao seu redor.

Estresse é excesso de PRESENTE já a ansiedade é excesso de FUTURO

Se o que provoca o estresse é algo como uma atividade ou situação, assim que a pessoa fizer ou passar pela situação geradora, a sensação vai desaparecer, esta é a característica que difere o estresse da ansiedade.

A ansiedade já é bem diferente, pois ela vai se manter, por mais que a pessoa esteja passando por uma determinada situação, e consiga sair dela da melhor maneira possível, pois os pensamentos continuam, pensamentos estes de medo e de apavoramento com o que pode vir a acontecer (medo do futuro). A ansiedade se alimenta de uma imaginação exagerada e negativa.

Saber todas essas similaridades e diferenças permite identificar melhor o que realmente aflige você. Também é recomendável consultar um profissional se você perceber que sofre de ansiedade, ou estresse muito alto ou persistente, pois muitas vezes sozinhos não conseguimos sair desta situação.

Talice Fernanda Ghion
PSICÓLOGA
CRP 07/25049