× cardápios segmentos cupons de desconto galeria conteúdo classificados agenda quem somos fale conosco
Baixe nosso aplicativo:
Quem somos Fale conosco

A sua lista telefônica

Sufocamento: Como evitar e como agir
Dentre os acidentes que ocorrem com crianças, o sufocamento - ou a obstrução das vias
aéreas por algum material estranho - é responsável por um número elevado de mortes.

Os acidentes mais graves ocorrem em crianças abaixo dos 5 anos e a imensa maioria das mortes ocorrem em crianças com menos de 1 ano de idade. Isto devido ao pequeno calibre das suas vias aéreas, por serem inexperientes na mastigação e deglutição e à tendência natural de colocar qualquer objeto na boca. Outro fator importante é que as crianças, principalmente abaixo do 6 meses, são incapazes de levantar o pescoço e a cabeça para se livrarem de espaços apertados e de objetos que caiam sobre elas.

Sabendo que 80% destes acidentes ocorrem dentro de casa, é importantíssimo sabermos identificar as situações de risco, preveni-las e, caso o sufocamento ocorra, como proceder.

COMO AGIR:

Nos casos de sufocamento por corpo estranho, em crianças menores de 1 ano, pode ser aplicado a “manobra dos golpes dorsais”: segurar a criança de barriga para baixo, apoiando o peito sobre a mão e a perna, mantendo a cabeça em nível mais baixo do que a barriga. Com a outra mão, o reanimador aplica golpes nas costas da criança. Em seguida, vira-se a criança de frente e faz-se compressões no peito. Se nesse momento o corpo estranho for visualizado, pode-se tentar retirá-lo com os dedos.

Em crianças acima de 1 ano, deve-se abraçar a criança por trás e, com a mão fechada em punho, fazer 5 compressões no abdome, logo acima do umbigo, para dentro e para cima.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO:

- Não deixar objetos pequenos ao alcance das crianças;

- Não dar alimentos duros em pedaços grandes;

- Não colocar cordão de chupeta, babeiro ou toca em torno do pescoço do bebê;

- Não dar amendoim, pipoca, goma de mascar, balas escorregadias;

- Nunca deixar a criança brincar com lata de talco;

- Certifique-se, através do selo do INMETRO, que todos os brinquedos sejam apropriados para a idade do seu filho;

- Crianças, especialmente até os 6 meses, devem dormir de barriga para cima;

- O colchão da cama deve ser firme e liso, assim como o travesseiro.