× cardápios segmentos cupons de desconto galeria conteúdo classificados agenda quem somos fale conosco
Baixe nosso aplicativo:
Quem somos Fale conosco

A sua lista telefônica

Brincadeira de criança: motivos para seu filho se divertir mais e mais
Quando a criança brinca está também conhecendo o espaço e tendo consciência do próprio corpo.
Isso sem falar que brincadeiras - com a família ou com os amiguinhos - são uma verdadeira delícia!

CONTATO COM A NATUREZA: A brincadeira ao ar livre é fundamental para que a criança explore espaços maiores, mexa-se mais, experimente variações climáticas, tome sol... A convivência com a natureza reduz a obesidade, o déficit de atenção, a hiperatividade e melhora o desempenho escolar... E ainda cria uma conexão prazerosa com o meio ambiente e estabelece uma relação de respeito com todos os seres vivos.

CONSCIÊNCIA CORPORAL: Se você permite que seu filho corra, tropece, caia e levante, ele aprende sozinho sobre possibilidades e limitações. Na brincadeira o ser humano começa a ter consciência de si mesmo.

OTIMISMO, COOPERAÇÃO E NEGOCIAÇÃO: Os benefícios de brincar transbordam em muito o aspecto físico. A vantagem mais óbvia é a intensidade de prazer, algo que energiza, anima e renova o senso natural de otimismo. ?Habilidades essenciais, que serão requisitadas também no futuro, estão na brincadeira... Brincar oferece a oportunidade de explorar aspectos como cooperação, autocontrole e negociação.

RESILIÊNCIA: Uma das habilidades emocionais mais valorizadas hoje em dia também é desenvolvida no ato de brincar: a resiliência. Quando a criança perde no jogo ou o amigo não quer brincar da maneira como ela sugeriu, entra em cena a capacidade de lidar com a frustração, de se adaptar e, assim, aprender a administrar suas decepções e a enfrentar as adversidades.

RESPEITO: Ao interagir com amigos, irmãos ou pais, a criança aprende a respeitar, ouvir e entender os outros.

ATENÇÃO: Seja para montar um quebra-cabeça, equilibrar-se em um pé ou empilhar uma torre de blocos, as habilidades vão se aperfeiçoando a cada brincadeira.

TRABALHO EM EQUIPE: Nos jogos coletivos, como o futebol e a queimada, a capacidade de se relacionar exige que a criança pense e aja enquanto parte integrante de um grupo. Em um mundo como o que vivemos, cada vez mais conectado, essa habilidade se faz ainda mais importante.

RACIOCÍNIO ESTRATÉGICO: Jogos põem as crianças em situações que as fazem raciocinar de maneira estratégica, argumentar, esperar, tomar decisões e, então, analisar os resultados.

CRIATIVIDADE E IMAGINAÇÃO: Potes, galhos e panelas fascinam e podem dar vida a tanta coisa! Itens inusitados incentivam a imaginação pois não induzem a uma ideia pronta.